1. O que é o Silab?

O Silab é um sistema para automatização de instalação de laboratórios, com base em imagens pré-configuradas, que tem por objetivo dar maior agilidade na preparação de laboratórios para fins de ensino e pesquisa, com a flexibilidade de suportar a instalação e configuração tanto de sistemas Windows quanto de sistemas abertos, com estudo de caso em GNU/Linux.
Desenvolvido através da implementação do conceito do Microsoft Solution Accelerator para Business Desktop Deployment, utilizando como base o sistema Clonezilla (http://www.clonezilla.org), o Silab é um projeto do Núcleo de Desenvolvimento Open Source e Interoperabilidade através da parceria entre a Microsoft e o Instituto de Informática da UFRGS.

2. Features do Silab

Implementa o conceito do Microsoft Solution Accelerator para Business Desktop Deployment (BDD)
Desenvolvido sob a GPL
Sistemas de Arquivos suportados: ext2, ext3, reiserfs, xfs, jfs, FAT e NTFS
Transmissão Multicast
Utiliza a implementação do Clonezilla, Partimage, ntfsclone e dd

3. Como instalar o pacote Silab?

Inicialmente o Silab foi desenvolvido especificamente para o Ubuntu/Linux.
No terminal, após realizar o download do pacote silab0.9all.dev em www.codeplex.com/silab, digite:
sudo dpkg -i silab_0.9_all.deb

Isto irá instalar os arquivos do Silab na pasta /opt/silab

Na versão para OpenSUSE, digite:
sudo rpm -i silab-0.9-2.i386.rpm


4. Configurando o Servidor

Nota: É recomendável que o servidor possua duas interfaces de rede, uma para acesso a internet e outra para a rede interna (máquinas onde será feita a replicação). Estas interfaces devem estar corretamente configuradas antes de prosseguir. Teríamos, por exemplo, eth0 com IP 192.168.0.1 para a rede interna e eth1 com a conexão externa.
Caso a máquina não possua duas interfaces de rede, este comportamento deve ser emulado através do uso de alias ([url:http://www.cyberciti.biz/tips/ubuntu-linux-creating-ethernet-alias-for-eth0-network-device.html]).


Após instalar o pacote Silab e configurar as interfaces de rede, no terminal digite:
sudo silabcfg

O processo de instalação do Silab e suas dependências será iniciado.

img_1.jpg
Selecione a linguagem da instalação

img_2.jpg
Selecione sua versão do Ubuntu

Neste momento o arquivo de configuração irá instalar a versão correspondente do servidor DRBL, sistema base do Clonezilla.

img_3.jpg
Agora terá início a configuração do servidor DRBL. Aguarde pois o processo poderá levar alguns minutos...

img_4.jpg
Vamos configurar o seu ambiente laboratorial

img_5.jpg
Número de máquinas clientes na rede interna

img_6.jpg
Interface de rede na qual está presente a rede interna (no formato ethX ou ethX:Y)

img_7.jpg
Valor inicial de "d", no formato a.b.c.d, nos IP's das máquinas clientes

Prosseguindo a instalação as mudanças serão aplicadas, o que pode, novamente, levar alguns minutos...

img_8.jpg
Se tudo correr bem, seu servidor Silab está configurado :)

5. Iniciando o Servidor

Existem dois modos de operação do servidor: criar imagem e replicar imagem

5.1 Criar Imagem

No terminal digite:
sudo silabstart


img_9.jpg
Selecione a linguagem

img_10.jpg
Agora a opção entre criar uma imagem ou restaurá-la. Neste caso, selecione "save-disk"

img_11.jpg
Servidor ativo e aguardando conexões.

Agora basta ligar a máquina cliente que tem o disco do qual a imagem será criada e realizar o boot através da rede (PXE).

5.2 Replicar Imagem

No terminal digite:
sudo silabstart


img_9.jpg
Selecione a linguagem

img_12.jpg
Para replicar uma imagem selecione "restore-disk"

img_13.jpg
Selecione a imagem a ser replicada

img_14.jpg
Informe o número de máquinas cliente que serão aguardadas antes do início da transmissão

img_11.jpg
Servidor ativo e aguardando conexões.

6. Parando o Servidor

Após criar ou replicar uma imagem você pode parar o servidor Silab para poupar recursos do servidor através do comando
sudo silabstop

Last edited Jul 28, 2008 at 6:56 PM by mateixeira, version 5

Comments

No comments yet.